quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Há 416 bancos e seguradoras em dificuldades nos Estados Unidos


Os bancos comerciais e instituições de gestão de poupanças garantidas pela FDIC registaram, no segundo trimestre de 2009, um total agregado de perdas de 3,7 mil milhões de dólares, revela uma nota hoje distribuída pela FDIC. O número de instituições em dificuldades são já 416 e representa um aumento de 30 por cento no último trimestre.

A Federal Deposit Insurance Corporation – FDIC (companhia federal para a garantia dos depósitos) é uma agência independente criada pelo Senado norte-americano para manter a estabilidade e a confiança pública no sistema financeiro.
A nota hoje distribuída sublinha que o total de perdas registado representa, antes, uma quebra efectiva de 8,5 mil milhões de dólares, já que esse grupo de instituições teve, no segundo trimestre de 2008, um lucro acumulado de 4,8 mil milhões de dólares.
De acordo com as suas contas, as companhias seguradoras registaram resultados operacionais líquidos de 424 milhões de dólares mesmo depois de um reforço de 5,5 mil milhões de dólares para o fundo da FDIC.
A nota sublinha que a economia norte-americana começa a despontar e que são já visíveis sinais de inflexão da tendência de queda. “Mas, de momento, as dificuldades e o necessário processo de reconhecimento das perdas com empréstimos e a limpeza dos balanços continuam a reflectir-se no limiar de rentabilidade do sector”, declarou o presidente da FDIC Sheila Bair.
Sheila Bair garante que nenhum depositante perderá alguma vez os seus depósitos. As provisões da FDIC para perdas totalizam 66,9 mil milhões de dólares, ou seja, um aumento de 16,5 mil milhões relativamente ao segundo trimestre de 2008. Mas os indicadores da qualidade dos activos “continuam a degradar-se ao longo do segundo trimestre”, refere a nota distribuída.
De acordo com o mesmo documento da FDIC, no final de Junho havia 416 instituições asseguradas na “lista com problemas”, quando no final de Março eram 315 instituições. Ou seja, um agravamento de 32 por cento num único trimestre e representa o maior número de instituições em dificuldades desde 1994. No total, os activos destas instituições subiram de 220 para 299,8 mil milhões de dólares, ou seja, o valor mais alto desde Dezembro de 1993.

1 comentário:

paletadesonhos disse...

Na USA ... e em Portugal? Como andam ... o que publicam é real? Como andam os Fundos de Pensões?

AO LONGO DA FAMIGERADA "CAMPANHA ACCIONISTA BCP" EM 2000/2001, QUE O BANCO LEVOU A CABO COM AS ACÇÕES PRÓPRIAS, FOI PROVADO HAVER INDÍCIOS DE VÁRIOS CRIMES... NO EXERCÍCIO DE 2000, O MONTANTE TOTAL DE PRÉMIOS A DISTRIBUIR PELOS FUNCIONÁRIOS FOI DE 22.603.817,40€, EM QUE OS ACCIONISTAS NÃO TIVERAM DIREITO A DIVIDENDOS!!!
AS ENTIDADES SUPERVISORAS E ÓRGÃOS DE MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIVULGARAM AO PÚBLICO, MAS O BCP, MESMO COM A ACTUAL ADMINISTRAÇÃO, CUJO PRESIDENTE É O DR. CARLOS SANTOS FERREIRA, CONTINUA A EXTORQUIR, "ROUBAR" E A SAQUEAR DINHEIROS DAS CONTAS DAS VÍTIMAS (CLIENTES) SILENCIADAS E INDEFESAS, DANDO SEGUIMENTO PARA O BANCO DE PORTUGAL COMO SENDO DÍVIDA DE INCUMPRIMENTO, SUJANDO O "BOM NOME" DO CLIENTE... ENQUANTO OS PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS BANCÁRIOS CONTINUAM INTOCÁVEIS, SEM SER CHAMADOS À JUSTIÇA.

É A VERDADE DO QUE SE PASSOU E AINDA SE ESTÁ PASSAR NO MAIOR BANCO PRIVADO PORTUGUÊS! "MILHARES DE PESSOAS DESTRUÍDAS, EXTORQUIDAS E "ROUBADAS" DOS SEUS BENS PELO BCP (CAMPANHA ACCIONISTA MILLENNIUM BCP E OUTRAS SITUAÇÕES GRAVES)..."
- "TAMBÉM ALGUMAS NOTÍCIAS FINANCEIRAS ACTUALIZADAS"
_______________________________________________________________________________________________________

DURING THE INFAMOUS "CAMPAIGN SHAREHOLDERS BCP" In 2000/2001, the Bank has undertaken WITH OWN ACTIONS, HAS PROVEN Indications of HAVER SEVERAL CRIMES ... In 2000, THE TOTAL AMOUNT OF PREMIUMS FOR EMPLOYEES WAS A DISTRIBUTE OF € 22,603,817.40, in which shareholders were not entitled to dividends!!!
AND BODIES supervisors of media available to the public, but the BCP, EVEN WITH THE CURRENT ADMINISTRATION, WHICH IS THE PRESIDENT DR. CARLOS SANTOS FERREIRA, continues to extort, "theft" Drawing MONEY AND VICTIMS OF THE ACCOUNTS (CLIENTS) Silent and Helpless, following FOR BANK OF PORTUGAL AS BEING DEBT OF FAILURE (CRC) of the client. While the primary banking responsibility untouchables CONTINUE WITHOUT BEING CALLED TO JUSTICE.

IS THE TRUTH of what happened and if IS MOVING IN A MORE PRIVATE BANK PORTUGUESE! "Thousands of people destroyed and EXTORQUIADAS THEIR PROPERTY BY BCP (BCP MILLENNIUM CAMPAIGN SHAREHOLDERS AND OTHER serious )..."
- "UPDATES FINANCIAL ALSO NEWS OF THE WORLD"